Publicado em 20.05.2019 às 08:42

Educação para garantir oportunidades no mercado

Ingressar no mercado de trabalho é desejo comum a pessoas de todas as idades. Situação difícil diante da fila do desemprego 13,4 milhões de brasileiros até o primeiro trimestre de 2019, segundo dados do IBGE – e do longo tempo de desocupação, o que torna o conhecimento obsoleto. Embora cada um busque seu sonho à sua maneira, a educação ainda é o único caminho. Formando, em média, 50 mil alunos por ano,oSenac-RS não se limita à sala de aula para incentivar a construção de carreiras e a tão sonhada carteira assinada. Bem pelo contrário, a Feira de Oportunidades é mais uma porta aberta para a qualificação profissional. Com o tema “As oportunidades estão aí. Aproveite”, mais de 103 mil pessoas participaram, gratuitamente, de palestras, cursos, workshops e oficinas. Ao todo, foram mais de 800 atividades realizadas, de 6 a 11 de maio, em todas as escolas e unidades do Senac no Estado.

“A feira foi criada para fomentar a capacitação profissional. As pessoas precisam estar qualificadas para conseguirem uma inserção no mundo do trabalho, principal objetivo desse grande evento”, ressaltou o diretor regional do Senac-RS, José Paulo da Rosa. Criada em alusão ao Dia do Trabalhador, mais de 800 mil pessoas passaram pelo evento ao longo das 14 edições. Mais doque capacitar, o evento estimulou a solidariedade: foram arrecadadas mais de duas toneladas de alimentos que serão destinadas ao Programa Mesa Brasil, do Sesc.

Glória Maria e Tinga dão aula sobre superação de desafios

Cases de extrema relevância marcaram a Feira de Oportunidades. Em Porto Alegre, a jornalista Glória Maria falou sobre sua trajetória nos mais de 30 anos como repórter e apresentadora para um público de mais de 3mil pessoas no auditório Araújo Vianna. Já no interior do Estado, o destaque ficou por conta do bate-papo “Do campo para a vida”, com Paulo César Tinga. O ex-jogador da dupla Gre-Nal abordou gestão, liderança, trabalho em equipe e motivação nas cidades de Pelotas, Rio Grande, São Luiz Gonzaga, Itaqui e Santa Cruz do Sul.

Com uma história ímpar, recheada de ineditismos, como sera primeira mulher negra a apresentar um jornal na televisão brasileira e primeira mulher brasileira a cobrir uma guerra (das Malvinas), Glória Maria utilizou o jornalismo como pano de fundo na palestra “Mudanças e Desafios”. Para ela, enfrentar os desafios do mundo contemporâneo significa se reinventar, superar seus próprios limites e não ter medo de ousar. Ou seja, são estas ações que impulsionam o sucesso profissional, independentemente da área.

“Eu vim de uma família muito pobre. Mas um caminho de correção e de ética me trouxe até onde eu estou, fiz minha carreira. Temos que acreditarem nós mesmos”, encorajou. Durante todo o encontro, Glória Maria levou os participantes a refletirem sobre o trabalho em equipe e desafios, além de compartilhar inúmeras dicas de como transformar situações adversas em ingredientes para o crescimento e sucesso profissional.

Cenário mutante exige capacitação

Em um cenário cada vez mais mutante, o conhecimento tornou-se bem de consumo com prazo de validade. Por isso, a atualização e capacitação são indispensáveis para entrar no mercado e se desenvolver profissionalmente. Comportamento evidenciado na Pesquisa de Necessidades e Expectativas, realizada pelo Senac-RS com os novos alunos em 2018. O levantamento apontou que o ingresso no mundo do trabalho impulsionou 44,29% dos entrevistados.

Ainda conforme o levantamento, 22,59% tinha como motivo a ascensão na atual carreira, 9,23% para aventurar-se em uma nova carreira, 7,64% para empreender, seguido, de perto, por questões não profissionais (7,31%), se manter ativo no mercado de trabalho (5,33%) e outras questões (3,3%).

O questionário foi aplicado com alunos novos, de todos os níveis nas escolas da instituição. Participaram da pesquisa 3.488 alunos, o que representa 5,34% das matrículas realizadas no ano passado. Atualmente, a faixa etária que frequenta a instituição tem maioria entre 24 e 34 anos (27,75%dos alunos) e ensino médio (60%). De acordo com o IBGE, a faixa etária entre 18 e 39 anos responde por 39,2% da taxa de desemprego no País nos primeiros três meses do ano.

SAIBA MAIS

O Senac-RS atende os 497 municípios do RS, oferecendo cursos de aprendizagem, cursos livres, técnicos, graduação, pós-graduação e extensão, nas modalidades presencial e a distância.

Sua estrutura contempla 42 Escolas de Educação Profissional; duas Faculdades; uma Escola EAD e 21 Unidades Sesc/Senac. São mais de 600 cursos no portfólio, em 17 áreas de atuação:Ambiente,Artes, Beleza,Comércio, Comunicação, Design, Educação, Gastronomia, Gestão, Idiomas, Informática, Moda, Saúde, Segurança, Trânsito, Turismo e Zeladoria.

Os cursos técnicos são os mais procurados. Em 2018, foram os das áreas de Gestão, com o Técnico em Administração na liderança. Já no primeiro trimestre de 2019, foram os cursos na área da Saúde, como Técnico em Enfermagem.

Acesse:

www.educacaoem1lugar.com.br

www.isl2024.org.br

www.brasilalemanha.com.br